FORMAÇÃO DE PALAVRAS


AVIÃO

Esse substantivo originou-se do francês avion. Entende-se aqui avião como uma “grande ave”, pois avion vem do latim avis (ave).

BACANAL

Deus romano do vinho, Baco tem relação com o nome dado a essa suruba. Bacanais eram as festas, que muitas vezes se transformavam em orgias, realizadas em honra a esse deus.

BOLÍGRAFO

Pouco se lê essa palavra, mas muito se usa o objeto que ela nomeia. Trata-se de uma bolinha metálica que fica na ponta da caneta esferográfica (do grego sphaîra, esfera, e graphikós, grafia, escrita).

CALIPÍGIO

Cali (do grego kallós, belo) e pígio (do grego pygé, traseiro) se juntam e se referem a belas nádegas. Para aumentar a autoestima, vale citar ainda calirrino (belo nariz).

DESRATIZAÇÃO

No latim vulgar, rato se escrevia rattu. Com os afixos des- e -ação, formou-se desratização.

FÓSFORO

Do grego phós e phóros, etimologicamente, fósforo significa “o portador da luz”. Diz-se “caixa de fósforos”, pois é isso que está nas laterais desse objeto.

LÉSBICA

De origem grega, lésbica deriva-se de Lesbos. Uma das ilustres moradoras dessa ilha grega era Safo, famosa por seus poemas e por sua preferência pelo amor homossexual.

LUDOPÉDIO

Para formar essa palavra arcaica e entendê-la, basta juntar os termos latinos ludus (jogo) e pede (pé). Com isso, ter-se-á o jogo de bola praticado com os pés, o futebol.

MÚSCULO

O termo mus nomeava rato no latim clássico. Com o sufixo diminutivo, musculus significou “ratinho”, e hoje parte do corpo de alguns seres vivos.

RECUAR

O verbo recuar é formado pelos afixos re- e -ar. Assim, as duas letras restantes correspondem ao sinônimo de ânus. Literalmente, recuar significa “andar de costas até ficar com o cu contra algum lugar”, ou seja, ficar “acuado”.