NUMERAL - PARTE II


AMBI

Relativo a dois, esse termo aparece nas palavras ambidestro e ambiesquerdo. Destro apresenta dois significados: “direito” e “habilidoso”. Segundo dicionários, ambidestro significa “o que usa as duas mãos com habilidade”. Agora, veja-se  a discriminação: ambiesquerdo, “o que é desajeitado com as duas mãos”.
 

ARROBA

No Império Romano, o termo latino ad (aproximação, direção) era representado pelo símbolo @. Do árabe ar-rubá (peso), o vocábulo arroba denomina uma medida de peso (15 quilos) no Brasil.

CANOA

“Você vai ver com quantos paus se faz uma canoa!” Essa ameaça merece uma curiosidade. Com quantos paus se faz uma canoa? Resposta: um. Inicialmente, essa embarcação de origem indígena era feita apenas com um tronco; escavava-se a madeira até deixá-la oca.

CASAL

Há, rigorosamente, diferença entre casal e par. Enquanto aquele designa geralmente a união entre macho e fêmea, este se refere a dois objetos que normalmente estão juntos, como sapatos.

FRASE

Mil e trezentos. Esse é o número de palavras da maior frase já redigida. Esse período composto pode ser encontrado na obra “Absalom, Absalom!”, de William Faulkner.

MEDIDA

Nas fábricas, como se determina o tamanho dos preservativos masculinos? Segundo normas brasileiras, estas são as medidas: comprimento – 16 cm, no mínimo; largura – 2 mm, para mais ou para menos.

SEGUNDO

Nas aulas de Geografia, estudavam-se o Primeiro Mundo e o Terceiro Mundo. E o Segundo Mundo? Sem relação com pobreza ou com riqueza, faziam parte dessa categoria os países ligados ao bloco comunista, como a China.
 

SÉTUPLOS

Numeral multiplicativo, sétuplos significa “o que é sete vezes maior”. Esse vocábulo também nomeia “sete bebês que nascem no mesmo parto”.
 

TRÊS

“Um é pouco, dois é bom, três é demais”. Curiosamente, em sânscrito, o numeral três era denominado tri (em latim, tres)  e significa “exceder”.
 

UM-SETE-UM

“Obter para si ou para outrem vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento. Pena: reclusão de um a cinco anos e multa.” Caso se cometa crime de estelionato, o meliante será enquadrado no artigo citado. Trata-se do artigo 171 do Código Penal. Esse número (171) deu origem a “um-sete-um”, gíria referente a golpista, trapaceiro.